ProntoVet

Paraná ultrapassa 452 megawatts de geração própria de energia solar

Segundo mapeamento da ABSOLAR, estado possui 452,4 megawatts instalados em residências, comércios, indústrias, propriedades rurais e prédios públicos

Solar Web Banner - Jornal Expoente Do Iguaçu
publicidade

Segundo recente mapeamento da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), o estado do Paraná possui 452,4 megawatts (MW) de energia solar em operação nas residências, comércios, indústrias, propriedades rurais e prédios públicos.

A potência instalada em telhados e pequenos terrenos no Paraná coloca o estado na sexta posição do ranking nacional da ABSOLAR. Segundo a entidade, o território paranaense responde sozinho por 5,4% de todo o parque brasileiro de energia solar na modalidade.

O estado possui 39.911 conexões operacionais, espalhadas por 393 municípios, ou aproximadamente 98,5% dos 399 municípios da região. Atualmente, são cerca de 49.448 consumidores de energia elétrica, que já contam com redução na conta de luz, maior autonomia e segurança elétrica.

Image Editor Output Image1544907749 1642600591911 - Jornal Expoente Do Iguaçu
publicidade

Desde 2012, a geração própria de energia solar já proporcionou ao Paraná a atração de mais de R$ 2,4 bilhões em investimentos, geração de mais de 13,5 mil empregos e a arrecadação de mais de R$ 568,2 milhões aos cofres públicos.

Para Liciany Ribeiro, coordenadora estadual da ABSOLAR no Paraná, o avanço da energia solar no País, via grandes usinas e pela geração própria em residências, pequenos negócios, propriedades rurais e prédios públicos, é fundamental para o desenvolvimento social, econômico e ambiental do Brasil e ajuda a diversificar o suprimento de energia elétrica do País, reduzindo a pressão sobre os recursos hídricos e o risco da ocorrência de bandeiras vermelhas na conta de luz da população.

“O estado do Paraná é atualmente um importante centro de desenvolvimento da energia solar. A tecnologia fotovoltaica representa um enorme potencial de geração de emprego e renda, atração de investimentos privados e colaboração no combate às mudanças climáticas”, comenta.

Wp 1636487705439 - Jornal Expoente Do Iguaçu
publicidade

Para o presidente executivo da ABSOLAR, Rodrigo Sauaia, é mais barato para o governo incentivar a energia solar do que pedir para a população economizar energia. “As usinas solares de grande porte geram eletricidade a preços até dez vezes menores do que as termelétricas fósseis emergenciais ou a energia elétrica importada de países vizinhos atualmente, duas das principais responsáveis pelo aumento tarifário sobre os consumidores”, aponta.

“Graças à versatilidade e agilidade da tecnologia solar, basta um dia de instalação para transformar uma residência ou empresa em uma pequena usina geradora de eletricidade limpa, renovável e acessível. Já para uma usina solar de grande porte, são menos de 18 meses desde o leilão até o início da geração de energia elétrica. Assim, a solar é reconhecidamente campeã na rapidez de novas usinas de geração”, acrescenta Sauaia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Gif Geral Jp - Jornal Expoente Do Iguaçu

Últimas Notícias

Carro roubado em Quedas do Iguaçu é utilizado em assalto de relojoaria

Um veículo Gol furtado nesta semana em Quedas do Iguaçu (centro sul Paranaense) foi utilizado num assalto...

Quedas do Iguaçu: Violência assombra população

A população de Quedas do Iguaçu (centro sul paranaense) vive num clima de incertezas com relação a...

Feira Livre no Centro Cultural contará com música ao vivo

Músicos da cidade irão alegrar o clima da feira que contará com 45 expositores

Comentários Recentes