ProntoVet

Entra em vigor em setembro o novo Protocolo de Transporte para setor de Saúde

O novo protocolo estabelece diversos direitos e deveres que deverão ser observados pelo cidadão e funcionalismo público municipal.

Entra em vigor a partir desta quarta-feira, 1º de setembro, a aprovação do Conselho Municipal de Saúde de Quedas do Iguaçu (centro-sul paranaense) o novo Protocolo de Transporte para o setor de saúde.

publicidade

Confira como quais serão seus direitos:

1º – É assegurada aos acompanhantes de pessoas portadoras de
incapacidade físicas, visuais, auditivas e mentais, inclusive
portadores do Transtorno do Espectro Autista, que sejam
impossibilitadas de locomoção, autodeterminação e que dependam
de acompanhante, a obrigatoriedade de levar acompanhante para
consultas e exames fora do município de Quedas Do Iguaçu.


2º – É assegurado aos pacientes acima de 60 anos levar o
acompanhante para consultas e exames.


– Assegurado aos pacientes levar acompanhantes para a
realização de exames bem como: colonoscopia, endoscopia e
exames com sedação.


4º – Fica assegurado aos pacientes menores de 18 anos de idade a
levar acompanhante, ou aquele que apresente Laudo Médico que
justifique a necessidade de acompanhamento.

publicidade


5º – Fica assegurado o transporte de acompanhantes mediante
comprovante de agendamento de consultas e exames.


6º – Para agendamentos de pericias medicas deve se dirigir ao
CRAS. Caso o paciente necessite de ambulância o CRAS passa para
o departamento de transporte da Secretaria de Saúde.


7º – CARRO: Os carros são para uso de deficientes físicos, e
cerebrais. Fora desses casos, um Laudo Médico justificando a
necessidade do transporte por carro e não por ônibus deverá ser
apresentado. Este laudo terá validade de três meses.


8º – Ambulâncias: As ambulâncias são para uso de pacientes
acamados, cadeirantes, podendo trazer outros pacientes que se
encontrar de alta para retornar ao município de origem. Fora desses
casos, um Laudo Médico justificando a necessidade do transporte
por ambulância e não por ônibus.


9° – TRANSPORTE DE PACIENTES CRÍTICOS: Deve-se lembrar que a
decisão de transporte é de responsabilidade médica intransferível,
cabendo a este profissional avaliar todas as variáveis envolvidas;
O paciente será transportado pelo técnico de enfermagem de
transporte. Somente se haver a necessidade do acompanhamento
do técnico de enfermagem do leito ou de outro profissional quando
se referir a pacientes com condições especiais, a ser determinado
pelo médico de plantão. O procedimento de transporte deve ser
registrado no prontuário do paciente.


10° – REGULAÇÃO DO TRANSPORTE INTRA-HOSPITAR: A regulação do
transporte intra-hospitalar será realizada por uma central, que
terá pessoal treinado para estar recebendo os chamados dos
serviços e realizando o envio dos técnicos de enfermagem do
transporte para realização das remoções se for necessário.


11º – AGENDAMENTO: O agendamento de consultas, exames e
qualquer outro procedimento, será feito somente de forma presencial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Últimas Notícias

Deputado Guto Silva reassume mandato na Assembleia e anuncia pré-candidatura ao Senado Federal

Um dos grandes aliados do prefeito de Quedas do Iguaçu (centro-sul parananense), Elcio Jaime da Luz, o deputado estadual Guto Silva (PSD)...

Novo incêndio de grandes proporções é registrado na tarde desta quarta-feira, 12

Mais um incêndio de grandes proporções está destruindo uma área de mata nativa próxima as margens do Rio Guarani no limite dos...

Comentários Recentes