ProntoVet

Empresários protestam contra restrições no comércio tido como “não essenciais”

publicidade

Empresários ligados ao Núcleo Setorial de Confecções de Quedas do Iguaçu (centro sul paranaense) entre outras empresas protestam neste sábado, 6, contra a medida de fechar o comércio tido como “não essencial” para evitar a disseminação do novo coronavírus. Foram colocados cartazes em manequins nus nas portas das empresas demonstrando a grande indignação do setor.

“Somos todos essenciais entendemos que o comércio é novamente punido sem ser o culpado pelo caos instalado na saúde em todo o país” diz uma das inúmeras postagens nas redes sociais.

O presidente da Associação Comercial, José Carlos Marcon, entendeu a atitude dos comerciantes como “válida”, tanto que sua empresa também faz parte da ação de protestos.

“É lamentável a gente ser prejudicado por um Decreto como esse”, disse.

Desde quando entrou em vigor o Decreto vem causando muitas reclamações e controvérsias. Nem todos aderem às determinações e continuam atendendo, em alguns casos com as portas fechadas.

O prejuízo para o setor se tornou ainda maior por o Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março, coicidir com a situação. Esta data é sempre esperada pelo comércio, sendo importante, especialmente para as pequenas empresas.

Na sexta-feira, 5, o governador prorrogou até 10 de março, (a partir de 5h de quarta-feira), a abertura do comércio, retorno das aulas em modelo híbrido, e a liberação de outros serviços.

Na manhã deste sábado , 5, o centro da cidade, mesmo com as restrições, estava com aglomeração de pessoas em diversos locais, alguns registrando filas, nas ruas várias pessoas sem máscara demonstrando a pouca ineficácia das medidas.

Confira nas fotos os protesto postados por Empresários indignados com a situação:

publicidade

A Associação Comercial Empresarial de Quedas do Iguaçu (Açiqi) divulgou nota nesta tarde aos seus associados.


A Aciqi tem feito tudo o que pode para lutar pelas empresas nesse momento de Pandemia da covid-19 e consequentemente de crise. Nem sempre, por mais que nos esforcemos, conseguimos contemplar os anseios do nosso quadro de associados.
O fechamento do comércio e todos os impactos disso, ocorrem, não por falta de ação ou de omissão, essas limitações são impostas pelo meio em que vivemos. Mesmo assim, a Aciqi atingiu conquistas importantes para os empresários e leva até eles tudo o que pode ser feito nesse momento, seja através de reuniões em que defendemos seus interesses, ofícios encaminhados aos nossos governantes, ou através de orientações sobre os decretos e as leis vigentes.
A Aciqi gostaria de poder fazer muito mais e ter melhor retorno em muitas situações, mas nem por isso a nossa entidade deixará de lutar, sem medir esforços, com o firme propósito de representá-lo da melhor forma possível.
Entendemos que o comércio é novamente punido sem ser o culpado pelo caos instalado na saúde em todo o país.
Pedimos às autoridades a adoção de medidas que amenizem de alguma forma a dificuldade enfrentada pelas nossas empresas. Os Diretores da Aciqi se empenham ao máximo para bem representar os associados e isso ocorre de forma muito mais intensa nesses últimos dias.
Sabemos que, diante das circunstâncias, todo esforço pode parecer pouco, todavia jamais esmoreceremos ou desistiremos de nosso desafio de empunhar os interesses de quem tanto trabalha, gera empregos, oportunidades e desenvolvimento.
Este é o momento de olharmos uns aos outros com amor e compaixão, e ter em mente que tudo isso vai passar e que sairemos mais fortalecidos.
Cordialmente,
Diretoria da Aciqi

- Advertisment -

Últimas Notícias

Vídeo mostra vento arrancando o telhado da Aciqi em Quedas do Iguaçu

Um vídeo mostrando o telhado da Associação Comercial Empresarial de Quedas do Iguaçu (centro-sul paranaense) sendo arrancado pelo vento, postado na tarde...

Estrada de acesso a PR 473 na Vila Rural está recebendo camada asfáltica

A Vila Rural de Quedas do Iguaçu (centro-sul paranaense) começou a receber na manhã desta quinta-feira, 21,...

Comentários Recentes