ProntoVet

Câncer de pele não melanoma afeta 180 mil pessoas em três anos

Mais de 60% dos brasileiros não usam nenhum tipo de proteção. Oncologista Ramon Andrade de Mello, da Unifesp, alerta para a importância dos cuidados desde a infância

A prevenção ao câncer de pele não melanoma deve começar desde a infância. “Assim como adotamos a prática do uso do álcool em gel durante a pandemia, precisamos fazer o mesmo com o uso do protetor solar desde criança”, incentiva o oncologista Ramon Andrade de Mello, professor da disciplina de oncologia clínica da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), da Uninove e da Escola de Medicina da Universidade do Algarve (Portugal).

Em 2020, apenas o Estado de São Paulo deve registrar 40.220 novos casos, segundo dados do Inca (Instituto Nacional do Câncer). No triênio 2020-2022, o órgão estima 83.770 novos casos em homens e de 93.160 em mulheres.

A Sociedade Americana de Câncer aponta que o principal fator para o câncer de pele é a exposição prolongada ao sol principalmente na infância e adolescência. “O câncer de pele não melanoma é o mais frequente na população brasileira e representa 30% de todos os tumores”, alerta o pesquisador da Unifesp.

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia, mais de 60% dos brasileiros não usam nenhum tipo de proteção no cotidiano. “Os cuidados básicos podem ajudar a prevenir a doença. Uso de protetor solar, barreiras mecânicas como bonés, chapéus, óculos escuros, entre outros, são essenciais para reduzir a exposição ao sol”, orienta Mello.

publicidade

O oncologista lembra ainda a importância do diagnóstico precoce: “Para qualquer tipo de tumor cancerígeno, quanto mais cedo diagnosticado, melhores serão os resultados do tratamento”. Por isso, o médico recomenda atenção redobrada para dois importantes sintomas: manchas de pele que coçam, ardem, descamam ou sangram; e feridas de difícil cicatrização em até quatro semanas.

- Advertisment -

Últimas Notícias

Pessoas com 23 anos ou mais poderão se vacinar contra Covid em Quedas

Mantendo um número importante de pessoas vacinadas e faixa etária, Quedas do Iguaçu (centro-sul paranaense) vai começar...

Sicredi registra emissão de 6 milhões de cartões

No mês de junho, o Sicredi, instituição financeira cooperativa com presença em 24 estados e no Distrito Federal, chegou à marca de...

Covid-19: boletim epidemiológico Quedas do Iguaçu (30/07/2021) traz mais um obito

A vacinação continua e o número de casos do novo coronavírus, parece diminuir a cada dia, porém, não estamos livre da Pandemia...

Comentários Recentes