ProntoVet

ENGIE apoia compra de respiradores pulmonares para enfrentar a Covid-19

A empresa doou recursos ao Rotary Club e a instituições de saúde na área de influência das usinas hidrelétricas Salto Santiago e Salto Osório, localizadas no Paraná. No Hospital Municipal foi criada área restrita para atendimento a possíveis casos de vítimas do Coronavírus.

Comprometida com o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, a ENGIE Brasil lançou uma campanha de responsabilidade social para apoiar as comunidades que vivem no entorno de suas usinas. A empresa doou R$ 540 mil para as oito regionais mais a sede em Florianópolis. Na Regional do Rio Iguaçu, no Paraná, onde se situam as usinas hidrelétricas Salto Santiago (UHSS) e Salto Osório (UHSO), os recursos se destinam a apoiar a compra de dois respiradores pulmonares, um monitor cardíaco e kits de emergência.

“Neste momento tão grave, é importante ajudarmos os municípios que encontram dificuldades para adquirir equipamentos e materiais de contenção da doença”, diz o gerente da Regional do Rio Iguaçu, Marcelo Schultz. O Rotary Club de Quedas do Iguaçu recebeu R$ 6 mil da ENGIE para auxiliar na aquisição de dois respiradores usados, que custam R$ 12 mil cada e serão instalados no hospital municipal. Mais R$ 6 mil foram doados ao município de São Jorge do Oeste para compra de máscaras, luvas, aventais e um respirador. Outros EPIs estão em processo de compra para os demais municípios lindeiros.

Respiradores utilizados no combate a Covid-19

“Fizemos o projeto emergencial em um sábado à tarde e em menos de 48 horas conseguimos com a comunidade e as empresas da região o valor total para adquirirmos os equipamentos”, conta a representante do Rotary Club de Quedas do Iguaçu, Polyana Gustman Czsnerski. “Já estamos nos organizando para a compra de máscaras de proteção”, complementa, agradecendo a ENGIE pela parceria contínua.

Medidas de proteção à saúde

O apoio às comunidades afetadas pela Covid-19 é uma iniciativa da ENGIE Brasil, maior geradora privada de energia do país. A companhia realizou diversas ações preventivas para proteger a saúde dos colaboradores e da comunidade. Entre elas, a vacinação contra gripe e a adoção do trabalho em regime de home-office, exceto nas atividades indispensáveis. “As medidas incluem a compra de testes rápidos e 150 mil máscaras, já que precisamos resguardar ainda mais quanto a saúde dos colaboradores de operação e manutenção dos nossos ativos, “, informa o diretor-presidente da ENGIE Brasil Energia, Eduardo Sattamini.

Por intermédio do Instituto Acende Brasil, e junto a outras cinco empresas de energia, a companhia também está apoiando a comunidade científica brasileira com a doação de R$ 9

milhões à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para a produção e aquisição de kits de testes diagnósticos.

A transferência de recursos para mitigar os efeitos da pandemia não irá comprometer as iniciativas de responsabilidade social e ambiental que a empresa já mantém na Regional do Rio Iguaçu. Ficam mantidas as atividades rotineiras como o plantio e doação de mudas de árvores nativas, reprodução em cativeiro e soltura de peixes nos reservatórios, a manutenção das áreas de preservação e o apoio a projetos de fomento à educação e às artes

- Advertisment -

Últimas Notícias

Espigão Alto do Iguaçu: Agricultor tem perna amputada em maquinário

Atendimentos de emergência foram realizados em Quedas e Espigão na manhã desta sexta-feiraO...

Tribunais devem adotar videoconferência para audiências e atos

O uso de ferramentas de videoconferência para atender os cidadãos durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) trouxe resultados positivos na produtividade...

Morre o ex professor do C.E.P.S. Raulino Melo de Souza

A educação de Quedas do Iguaçu (centro sul paranaense) perdeu na tarde desta quarta-feira, 23, uma das figuras mais emblemáticas de sua...

Comentários Recentes