14/07/2020
ProntoVet
Início Destaques ENGIE apoia compra de respiradores pulmonares para enfrentar a Covid-19

ENGIE apoia compra de respiradores pulmonares para enfrentar a Covid-19

A empresa doou recursos ao Rotary Club e a instituições de saúde na área de influência das usinas hidrelétricas Salto Santiago e Salto Osório, localizadas no Paraná. No Hospital Municipal foi criada área restrita para atendimento a possíveis casos de vítimas do Coronavírus.

Comprometida com o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, a ENGIE Brasil lançou uma campanha de responsabilidade social para apoiar as comunidades que vivem no entorno de suas usinas. A empresa doou R$ 540 mil para as oito regionais mais a sede em Florianópolis. Na Regional do Rio Iguaçu, no Paraná, onde se situam as usinas hidrelétricas Salto Santiago (UHSS) e Salto Osório (UHSO), os recursos se destinam a apoiar a compra de dois respiradores pulmonares, um monitor cardíaco e kits de emergência.

“Neste momento tão grave, é importante ajudarmos os municípios que encontram dificuldades para adquirir equipamentos e materiais de contenção da doença”, diz o gerente da Regional do Rio Iguaçu, Marcelo Schultz. O Rotary Club de Quedas do Iguaçu recebeu R$ 6 mil da ENGIE para auxiliar na aquisição de dois respiradores usados, que custam R$ 12 mil cada e serão instalados no hospital municipal. Mais R$ 6 mil foram doados ao município de São Jorge do Oeste para compra de máscaras, luvas, aventais e um respirador. Outros EPIs estão em processo de compra para os demais municípios lindeiros.

Respiradores utilizados no combate a Covid-19

“Fizemos o projeto emergencial em um sábado à tarde e em menos de 48 horas conseguimos com a comunidade e as empresas da região o valor total para adquirirmos os equipamentos”, conta a representante do Rotary Club de Quedas do Iguaçu, Polyana Gustman Czsnerski. “Já estamos nos organizando para a compra de máscaras de proteção”, complementa, agradecendo a ENGIE pela parceria contínua.

Medidas de proteção à saúde

O apoio às comunidades afetadas pela Covid-19 é uma iniciativa da ENGIE Brasil, maior geradora privada de energia do país. A companhia realizou diversas ações preventivas para proteger a saúde dos colaboradores e da comunidade. Entre elas, a vacinação contra gripe e a adoção do trabalho em regime de home-office, exceto nas atividades indispensáveis. “As medidas incluem a compra de testes rápidos e 150 mil máscaras, já que precisamos resguardar ainda mais quanto a saúde dos colaboradores de operação e manutenção dos nossos ativos, “, informa o diretor-presidente da ENGIE Brasil Energia, Eduardo Sattamini.

Por intermédio do Instituto Acende Brasil, e junto a outras cinco empresas de energia, a companhia também está apoiando a comunidade científica brasileira com a doação de R$ 9

milhões à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para a produção e aquisição de kits de testes diagnósticos.

A transferência de recursos para mitigar os efeitos da pandemia não irá comprometer as iniciativas de responsabilidade social e ambiental que a empresa já mantém na Regional do Rio Iguaçu. Ficam mantidas as atividades rotineiras como o plantio e doação de mudas de árvores nativas, reprodução em cativeiro e soltura de peixes nos reservatórios, a manutenção das áreas de preservação e o apoio a projetos de fomento à educação e às artes

- Advertisment -

Most Popular

Fiscalização nas “atividades não essenciais” e a Lei da Fake News é discutida AL

Começou na sexta-feira, 10, a intensificação da fiscalização pela Vigilância Sanitária em todos os municípios  pertencentes a 10ª Regional de Saúde, determinada...

Doutor Benjamin Dequi está internado com Covid-19

O Médico e ex-vice-prefeito de Sapezal, Benjamin Dequi, pode ter sido contaminado pelo novo coronavirus. De acordo com...

PM “estoura” ponto de tráfico de drogas

A equipe da ROTAM em patrulhamento pela cidade de Três Barras do Paraná, por volta das 22h30, abordou três pessoas em frente...

Fechamento de atividades não essenciais causa revolta em comerciantes

Hoje um grande número de empresas tidas como “atividades econômicas não essenciais”, ficou de portas fechadas devido recomendação por parte do Ministério...

Recent Comments