Laboratório curitibano desenvolve exame exclusivo para identificação do novo coronavírus

O novo coronavírus, que agora poderá ser detectado de maneira muito mais rápida e eficaz, em apenas 10 dias

0
261

Há semanas, o mundo assiste com muita preocupação as notícias sobre o surto de casos de pneumonia causada por um novo coronavírus, identificado pela primeira vez em dezembro de 2019, em Wuhan, província de Hubei, na China. Além de milhares de casos na China, com centenas de mortes, o 2019-nCoV, como foi nomeado o vírus, já foi detectado em diversos países, entre eles Taiwan, Tailândia, Japão, Coréia do Sul, França, Canadá e Estados Unidos, deixando o Planeta todo em alerta.

Preocupado com o aumento dos casos e com uma possível chegada do vírus ao Brasil, que apesar de algumas suspeitas não teve nenhum caso confirmado até o momento, o laboratório curitibano DB Molecular, unidade especializada do Diagnósticos do Brasil focada em biologia molecular e genética, desenvolveu um exame exclusivo para a identificação do novo coronavírus, que agora poderá ser detectado de maneira muito mais rápida e eficaz, em apenas 10 dias. O exame 2019-nCov, que estará disponível em todo o país em até uma semana, pode ser encontrado em mais de 6.000 laboratórios credenciados ao Diagnósticos do Brasil.

A partir de informações disponibilizadas das sequências do genoma viral foi desenvolvida uma série de ensaios de amplificação em cadeia que foi adotada por laboratórios associados ao Center for Disease Control and Prevention (CDC) e a Organização Mundial da Saúde (WHO) para detectar casos no país. “Laboratórios de referência estão atualmente trabalhando em uma estratégia de detecção molecular que incluirá um teste de amplificação capaz de detectar e identificar o novo vírus”, comenta Nelson Gaburo, gerente geral do DB Molecular.