Quedas: 10 ª Regional investiga morte de homem por suspeita de Hantavírus e casos de dengue são confirmados no município

A preocupação com epidemia da dengue é causar um colapso no atendimento do Hospital Municipal, hoje já sobrecarregado. Esta semana será realizado arrastão em todo município para combater o mosquito causador da doença.

0
4227
Hospital Municipal em caso de epidemia pode não conseguir atender a todos.

A morte de um homem de 28 anos, na semana passada, no bairro Jardim Floresta, colocou em alerta máximo os órgãos de saúde locais. Ele pode ter sido infectado por Hantavírus, zoonose viral aguda, cuja infecção se apresenta de forma cardiopulmonar. A doença é transmitida por roedores (ratos silvestres) através da saliva, urina ou fezes.

 Outra pessoa da família, a cunhada do falecido de 20 anos, está internada em estado grave no Hospital Universitário (H.U.) de Cascavel, também com sintomas da doença.

Uma criança e outra jovem estão em observação no Hospital Municipal, mas até o fechamento desta matéria não estariam apresentando qualquer alteração no quadro clínico que indicasse a possibilidade de contaminação. Os casos estão sendo investigados pela 10ª Regional de Saúde que deve confirmar ainda esta semana a causa da morte.  

O secretário de saúde Edimir Kozak, em entrevista ao JE, destacou a importância do cuidado ao lidar com animais silvestres especialmente ratos. “A população carente geralmente não tem acesso ao saneamento básico em suas casas oferecendo espaço pra proliferação de roedores”.

CASOS DE DENGUE CONFIRMADOS

Pelo menos cinco casos confirmados de dengue também colocaram as autoridades em alerta. Nesta semana serão desenvolvidas diversas atividades como o “Arrastão de Combate a Dengue” que iniciará no centro da cidade e passará por todos os bairros da cidade, visando o combate ao mosquito Aedes Aegypti transmissor da doença causadora de mortes no estado e preocupação das autoridades.