ProntoVet

Conselheiros cobram na posse compromisso das autoridades para não quebrar Redes

Rede é a perspectiva essencial para projetar a atuação de conselheiros tutelares e demais profissionais do sistema de proteção, entendendo o conceito de redes

Os novos conselheiros tutelares eleitos em outubro do ano passado, assumiram na manhã de sexta-feira, 10, nas dependências da Câmara Municipal de Vereadores o mandato de quatro anos.

Participaram da cerimônia de posse o prefeito Anelso Ubialli, vereador Bruno Motta (representando a presidência da Câmara), secretária de promoção social, Joira Zgoda e de saúde Edimir Kozak, irmã Eliana Diniz entre outras autoridades.

A secretária Joira destacou o Conselho como “os olhos da sociedade”. Ela lembrou dos investimentos da atual administração especialmente na sede do Conselho. O prefeito Ubialli disse esperar que “os novos conselheiros façam um bom serviço para a comunidade”. “Trabalhem unidos, porque nosso povo e nossas crianças precisam muito de vocês”. Anelso destacou ainda os quatyro anos seguintes dizendo “ser necessário as vezes enfrentar até os pais para defender as crianças, com certeza isso vai acontecer, esperamos firmeza da parte de vocês”.

Irmã Eliana Diniz falando aos presentes na posse

Bruno Motta lembrou não apenas dos que deixam o cargo, mas também dos todos os candidatos que disputaram a eleição parabenizando. “Sabendo da complexidade que é ser um conselheiro não só pela exigência de voto, também numa área tão complexa, pois a criança é de fato nossa esperança o futuro de nossa nação”. Eliana falou eclesiasticamente sobre o tema “aqueles que conduzem as pessoas para o bem brilharão como estrelas no céu”, pedindo essa condução aos empossados. “Deixar a nossa marca é renunciar muitas coisas, o meu ego, o orgulho pra se trabalhar de cabeça erguida”.

Verônica Opencoski falou em nome dos Conselheiros na foto o prefeito Anelso Ubialli

Mas o discurso inflamado veio da representante dos novos conselheiros Verônica Opencoski. Ela destacou que “foi realizado um bom trabalho na gestão passada, mas pena que a sociedade não reconhece isso”. Ela cobrou a não presença das Polícias Militar e Delegado da Polícia Civil chamando de “quebra de *Redes”. “A rede também deveria estar presente nessa posse, a Polícia Militar, nosso Delegado”. “Quero com isso pedir todo o compromisso de todos, porque se a Rede não funcionar com todos juntos o Conselho Tutelar também não funciona, porque conselheiro não trabalha com “jeitinho” e sim com compromisso e responsabilidade”.  Opencoski e Jocemar Longhi, foram os únicos reeleitos, os outros conselheiros são o ex-vereador, Tomas de Melo, Jocelaine Meurer e Maria Leoni Machado, eles ficarão no cargo até 10 de janeiro de 2024.      

* Essa perspectiva é essencial para projetar a atuação de conselheiros tutelares e demais profissionais do sistema de proteção, entendendo o conceito de redes

- Advertisment -

Últimas Notícias

Escolas Jonh Kennedy e Érico Veríssimo do NRE de Laranjeiras do Sul serão Cívico-Militares, sim!

O Governo do Estado elencou uma série de Escolas que se encaixavam na modalidade cívico-militar, no entanto para que elas realmente pudessem...

Homem reage a tentativa de homicídio é baleado, mata um dos supostos executores e fere outro

Um homicídio foi registrado na tarde desta terça-feira, 27, em Quedas do Iguaçu (centro-sul paranaense) no bairro Luzitani.

Colégio Jonh Kennedy pode se transformar em Escola Cívico Militar

Na manhã desta segunda-feira (26) o Governador do Estado, Carlos Massa Ratinho Júnior fez o anúncio de que o Paraná contará com...

Comentários Recentes