Suspeita de ser incendiária é presa pela policia

0
301

Confirmando as recentes denuncias feitas pelo Jornal Expoente do Iguaçu (edição de setembro) sobre crimes ambientais. Uma mulher que não teve sua identidade revelada (apenas pelo codinome Gaúcha) foi presa pela PM na tarde de segunda-feira, 30.

A moradora de uma das o ocupações (pra muitos invasões) das áreas da empresa Araupel é acusada de atear fogo numa mata nativa (araucárias) próximo ao IFPR de Quedas do Iguaçu.

O fogo destrói os pinheiros e tudo o que há pela frente desde de sexta-feira, 27, e a fumaça produzida pelo mesmo afeta diretamente a população da cidade, deixando o ar, principalmente a noite, praticamente irrespirável.

Ela irá responder pelo crime de provocar incêndio em floresta (crime ambiental) Lei n 9.605/89. A mesma foi recolhida a Delegacia de Polícia local para as devidas providências.