Brasil é o segundo país em número de crimes digitais

Especialista no assunto, Fernando Peres vem a Florianópolis para debater o tema com representantes da OAB/SC e DEIC

0
304

O Brasil é o segundo país com maior número de casos de crimes cibernéticos, somando mais de 62 milhões de pessoas afetadas. Uma pesquisa recente da Kaspersky Lab revela que um terço dos brasileiros não sabe como proteger a sua privacidade online. Para conscientizar a sociedade envolvida e ajudar as autoridades na repressão a esse tipo de crimes, foi firmada uma parceria entre a Faculdade Energia (FEAN) e a Comissão de Direito Digital da OAB/SC e a primeira ação será o Debate sobre Crimes Cibernéticos e Ameaças Digitais, realizado dia 6 de junho, às 19h, no auditório da sede da OAB/SC, em Florianópolis.

O evento gratuito contará com a presença do advogado especialista em Direito Digital e Crimes Cibernéticos, Fernando Peres. Ele é membro da International Association for Artificial Intelligence and Law, criador do projeto Segurança na Rede e viaja o Brasil e outros países para falar a respeito do assunto. “Nossa intenção é discutir essa modalidade de delito que cresce vertiginosamente no Brasil, chamar a atenção dos profissionais interessados no tema para buscarem qualificação na área e auxiliar também as autoridades no combate aos crimes cibernéticos”, destaca a presidente da Comissão de Direito Digital da OAB/SC, Sandra Vilela.

Advogados, profissionais de tecnologia e estudantes são o público-alvo do debate, que também estará aberto para pessoas interessadas, pois trata-se de um assunto de extrema relevância dentro da nossa sociedade. A diretora da Faculdade Energia (FEAN), Maria Helena Krüger, acredita que grande parte desses crimes só acontecem porque falta conhecimento às pessoas com relação ao universo digital. “Enquanto instituição de ensino, não podemos deixar de estar atentos às demandas da sociedade e percebemos que esta é extremamente importante. A redução de crimes cibernéticos passa pela educação digital. Frente a isso, iremos lançar em breve um curso de pós-graduação voltado especialmente para o setor”, adianta a diretora da FEAN.

Além de Sandra Vilela e Maria Helena Krüger, também farão parte do debate o advogado especialista em Direito Constitucional e Direito Digital, Felipe Navas Próspero, o Delegado de Polícia titular da Divisão de Repressão aos Crimes de Informática da DEIC/Polícia Civil do Estado de Santa Catarina, Luiz Felipe Valles Rosado e o advogado membro e coordenador da Educação Digital da Comissão de Direito Digital da OAB/SC, Leonardo Cisne. As inscrições são limitadas e para participar é necessário cadastrar-se no site http://www.oab-sc.org.br/cursos-eventos/2019/06/06/debate-sobre-crimes-ciberneticos-e-ameacas-digitais/3686 e doar um quilo de alimento não perecível no dia do evento.

Serviço:

O que – Debate sobre Crimes Cibernéticos e Ameaças Digitais

Quando – dia 6 de junho de 2019, às 19h

Onde – no auditório da sede da OAB/SC (Rua Paschoal Apóstolo Pítsica, 4860, bairro Agronômica, em Florianópolis)

Inscrições – limitadas e gratuitas, com doação de 1 quilo de alimento não perecível. Elas devem ser feitas no site http://www.oab-sc.org.br/cursos-eventos/2019/06/06/debate-sobre-crimes-ciberneticos-e-ameacas-digitais/3686