ProntoVet

Sicredi Grandes Lagos PR/SP distribui mais de R$ 3,6 milhões em resultados para os seus associados

Os valores pagos são de acordo com o volume de negócios que os associados efetivaram com a cooperativa ao longo do ano passado. É o equivalente a quase 34% do lucro obtido em 2018.Os valores pagos são de acordo com o volume de negócios que os associados efetivaram com a cooperativa ao longo do ano passado. É o equivalente a quase 34% do lucro obtido em 2018.

Os mais de 25 mil associados da Sicredi Grandes Lagos PR/SP receberam na terça-feira, dia 16 de abril, parte do lucro obtido pela cooperativa em 2018 que superou os R$ 10,6 milhões. Ao todo, R$ 3,6 milhões desse resultado, o equivalente a 33,96% do total, foi distribuído aos associados, de acordo com o volume de negócios que foram efetivados com a instituição financeira cooperativa ao longo do ano passado. Parte desse valor já havia sido creditado na cota capital (uma espécie de participação acionária) em dezembro passado, e o restante foi pago nesta semana na conta corrente dos associados que movimentaram com a cooperativa.

Os mais de 25 mil associados da Sicredi Grandes Lagos PR/SP receberam na terça-feira, dia 16 de abril, parte do lucro obtido pela cooperativa em 2018 que superou os R$ 10,6 milhões. Ao todo, R$ 3,6 milhões desse resultado, o equivalente a 33,96% do total, foi distribuído aos associados, de acordo com o volume de negócios que foram efetivados com a instituição financeira cooperativa ao longo do ano passado. Parte desse valor já havia sido creditado na cota capital (uma espécie de participação acionária) em dezembro passado, e o restante foi pago nesta semana na conta corrente dos associados que movimentaram com a cooperativa.

O total distribuído foi definido pelos próprios associados durante as assembleias, realizadas entre 23 de janeiro e 9 de março. Quase 20% do quadro associativo participou das reuniões que servem como prestação de contas e no qual se tomam decisões estratégicas, como a que foi feita com o resultado obtido pela cooperativa. As assembleias foram realizadas em 15 municípios do Paraná e de São Paulo, especialmente na região da Baixada Santista.

De acordo com o presidente da Sicredi Grandes Lagos PR/SP, Orlando Muffato (foto), mais importante do que a boa performance da cooperativa e a possibilidade de distribuir resultados, é o benefício gerado à comunidade, que está em linha com a missão da instituição. “O impacto causado pela cooperativa está alinhado ao volume de recursos financeiros que giram nas localidades nas quais estamos presentes. Há uma relação direta de parceria entre o associado e a cooperativa: ambos crescem juntos, e a comunidade é a principal beneficiada”, diz.

Na comparação com 2017, a performance da cooperativa pode ser considerada positiva, visto que houve aumento de 17%. O total de recursos administrados foi de R$ 304 milhões para R$ 383 milhões – um salto de 25% e um incremento líquido de R$ 79 milhões. Em relação às operações de crédito, a cooperativa cresceu 27%, fechando o ano anterior com R$ 330 milhões emprestados para os seus associados, o que também fomenta a economia da região.

O total distribuído foi definido pelos próprios associados durante as assembleias, realizadas entre 23 de janeiro e 9 de março. Quase 20% do quadro associativo participou das reuniões que servem como prestação de contas e no qual se tomam decisões estratégicas, como a que foi feita com o resultado obtido pela cooperativa. As assembleias foram realizadas em 15 municípios do Paraná e de São Paulo, especialmente na região da Baixada Santista.

De acordo com o presidente da Sicredi Grandes Lagos PR/SP, Orlando Muffato, mais importante do que a boa performance da cooperativa e a possibilidade de distribuir resultados, é o benefício gerado à comunidade, que está em linha com a missão da instituição. “O impacto causado pela cooperativa está alinhado ao volume de recursos financeiros que giram nas localidades nas quais estamos presentes. Há uma relação direta de parceria entre o associado e a cooperativa: ambos crescem juntos, e a comunidade é a principal beneficiada”, diz.

Na comparação com 2017, a performance da cooperativa pode ser considerada positiva, visto que houve aumento de 17%. O total de recursos administrados foi de R$ 304 milhões para R$ 383 milhões – um salto de 25% e um incremento líquido de R$ 79 milhões. Em relação às operações de crédito, a cooperativa cresceu 27%, fechando o ano anterior com R$ 330 milhões emprestados para os seus associados, o que também fomenta a economia da região.

- Advertisment -

Últimas Notícias

Homem condenado por latrocínio em Quedas do Iguaçu é preso em Iporã

A equipe da Polícia Civil da 15ª Delegacia Regional de Polícia de Iporã prendeu nesta tarde um homem de 44 anos, condenado...

Feirão do Imposto mostra como pagamos altas taxas tributárias

Está acontecendo em Quedas do Iguaçu (centro-sul paranaense) até dia 22 de maio, o Feirão do Imposto.Desenvolvido...

“Faça bonito, quem fica calado também é culpado” Ação lembra o Abuso Sexual de crianças e adolescentes

O Dia Nacional de Combate ao Abuso Sexual de Crianças e Adolescentes foi lembrado em Quedas do Iguaçu (centro-sul paranaense) numa ação...

Comentários Recentes