ProntoVet

Sicredi Grandes Lagos PR/SP distribui mais de R$ 3,6 milhões em resultados para os seus associados

Os valores pagos são de acordo com o volume de negócios que os associados efetivaram com a cooperativa ao longo do ano passado. É o equivalente a quase 34% do lucro obtido em 2018.Os valores pagos são de acordo com o volume de negócios que os associados efetivaram com a cooperativa ao longo do ano passado. É o equivalente a quase 34% do lucro obtido em 2018.

Os mais de 25 mil associados da Sicredi Grandes Lagos PR/SP receberam na terça-feira, dia 16 de abril, parte do lucro obtido pela cooperativa em 2018 que superou os R$ 10,6 milhões. Ao todo, R$ 3,6 milhões desse resultado, o equivalente a 33,96% do total, foi distribuído aos associados, de acordo com o volume de negócios que foram efetivados com a instituição financeira cooperativa ao longo do ano passado. Parte desse valor já havia sido creditado na cota capital (uma espécie de participação acionária) em dezembro passado, e o restante foi pago nesta semana na conta corrente dos associados que movimentaram com a cooperativa.

Os mais de 25 mil associados da Sicredi Grandes Lagos PR/SP receberam na terça-feira, dia 16 de abril, parte do lucro obtido pela cooperativa em 2018 que superou os R$ 10,6 milhões. Ao todo, R$ 3,6 milhões desse resultado, o equivalente a 33,96% do total, foi distribuído aos associados, de acordo com o volume de negócios que foram efetivados com a instituição financeira cooperativa ao longo do ano passado. Parte desse valor já havia sido creditado na cota capital (uma espécie de participação acionária) em dezembro passado, e o restante foi pago nesta semana na conta corrente dos associados que movimentaram com a cooperativa.

O total distribuído foi definido pelos próprios associados durante as assembleias, realizadas entre 23 de janeiro e 9 de março. Quase 20% do quadro associativo participou das reuniões que servem como prestação de contas e no qual se tomam decisões estratégicas, como a que foi feita com o resultado obtido pela cooperativa. As assembleias foram realizadas em 15 municípios do Paraná e de São Paulo, especialmente na região da Baixada Santista.

De acordo com o presidente da Sicredi Grandes Lagos PR/SP, Orlando Muffato (foto), mais importante do que a boa performance da cooperativa e a possibilidade de distribuir resultados, é o benefício gerado à comunidade, que está em linha com a missão da instituição. “O impacto causado pela cooperativa está alinhado ao volume de recursos financeiros que giram nas localidades nas quais estamos presentes. Há uma relação direta de parceria entre o associado e a cooperativa: ambos crescem juntos, e a comunidade é a principal beneficiada”, diz.

Na comparação com 2017, a performance da cooperativa pode ser considerada positiva, visto que houve aumento de 17%. O total de recursos administrados foi de R$ 304 milhões para R$ 383 milhões – um salto de 25% e um incremento líquido de R$ 79 milhões. Em relação às operações de crédito, a cooperativa cresceu 27%, fechando o ano anterior com R$ 330 milhões emprestados para os seus associados, o que também fomenta a economia da região.

O total distribuído foi definido pelos próprios associados durante as assembleias, realizadas entre 23 de janeiro e 9 de março. Quase 20% do quadro associativo participou das reuniões que servem como prestação de contas e no qual se tomam decisões estratégicas, como a que foi feita com o resultado obtido pela cooperativa. As assembleias foram realizadas em 15 municípios do Paraná e de São Paulo, especialmente na região da Baixada Santista.

De acordo com o presidente da Sicredi Grandes Lagos PR/SP, Orlando Muffato, mais importante do que a boa performance da cooperativa e a possibilidade de distribuir resultados, é o benefício gerado à comunidade, que está em linha com a missão da instituição. “O impacto causado pela cooperativa está alinhado ao volume de recursos financeiros que giram nas localidades nas quais estamos presentes. Há uma relação direta de parceria entre o associado e a cooperativa: ambos crescem juntos, e a comunidade é a principal beneficiada”, diz.

Na comparação com 2017, a performance da cooperativa pode ser considerada positiva, visto que houve aumento de 17%. O total de recursos administrados foi de R$ 304 milhões para R$ 383 milhões – um salto de 25% e um incremento líquido de R$ 79 milhões. Em relação às operações de crédito, a cooperativa cresceu 27%, fechando o ano anterior com R$ 330 milhões emprestados para os seus associados, o que também fomenta a economia da região.

- Advertisment -

Últimas Notícias

Governador volta decretar Lockdown e Faciap reage de imediato sendo contra

Em Manifesto divulgado na tarde desta sexta-feira, 26, a Faciap entidade representante de 300 associações comerciais do estado, reagiu de imediato a...

Incêndio destruiu Casa do Papai Noel em Pato Branco

Um incêndio destruiu a Casa do Papai Noel no Centro de Pato Branco, no sudoeste do Paraná, na tarde desta sexta-feira (26),...

Acordo estabelece regras para divulgação e publicidade em som de rua

O Conselho de Segurança (Conseg), Secretaria de Indústria e comércio e Associação Comercial Empresaria e Industrial de Quedas do Iguaçu (centro-sul paranaense) ACIQI...

Comentários Recentes