Associados batem recorde de presença em Assembleia da Sicredi

Mais de 18% dos quedenses assossiados da Sicredi Grandes Lagos participam da Assembleia para prestação de contas na noite de quinta-feira, 7.

0
5143
Presidente Orlando Muffato palestrando sobre os caminhos da Sicredi Grandes Lagos aos mais 500 associados presentes na Asssembleia.

Na noite de quinta-feira, 7, no Galpão Criolo do CTG Pealando a Saudade, aconteceu a Assembleia anual de prestação de contas do Sicredi Grandes Lagos.

Mais de 540 associados e público aproximado de 750 pessoas, a Assembleia deste ano foi a maior da história segundo informou a assessoria. Quando o evento começou por volta das 20h00 uma grande fila se formava até entrada do estacionamento do CTG Pealando a Saudade.  

Foi apresentado um vídeo institucional contando a história do pequeno investimento de 25 produtores rurais que resultou no Sicredi Grandes Lagos, hoje presente em mais de um estado brasileiro. Um destes fundadores, Enrique Didier, falou à nossa reportagem, disse “ver com alegria, uma coisa que parecia insignificante na época, e na verdade prosperou deu certo e está indo cada vez mais adiante”. Ele contou que “no início o objetivo era tentar fazer financiamentos no Banco Central, sem almejar tanto sucesso, eu acredito que não vai parar tão cedo”, concluiu  parabenizando a atual diretoria.

 O presidente Orlando Muffato, figura que se confunde com a Sicredi, deu abertura oficial, apresentou os números e colocou em votação os interesses da cooperativa.  O diretor executivo, Jadiel Cherpinski falou sobre planejamento estratégico entre outros assuntos.

Orlando se declarou satisfeito pela grande presença dos sócios. “Repassamos informações para um número extremamente significativo de associados e, certamente serão multiplicado, porque quem veio compartilha com os demais, contando como foi o desempenho da cooperativa”, comentou. “Isso fortalece cada vez mais não só a cooperativa, mas, também a atuação dos sócios junto a Ela”. Sobre o cenário político brasileiro, Muffato chamou de “positivo”. “Vejo com bastante otimismo o posicionamento de toda a estrutura organizada e montado pra gestão do país, com pessoas bem escolhidas e isso dá segurança pra nação, vamos torcer, para o presidente eleito se reestabelecer e possa exercer seu cargo conforme foi eleito, este é o desejo da maioria” ressaltou. “Acredito muito nesse ano em prol do cooperativismo, porque eu vejo que a equipe econômica montada e os principais ministérios e lideranças ajudarão na condução da nação, essas pessoas tem admiração pelo cooperativismo, que a cada ano vem crescendo percentuais significativos”.  Finalizando destacou que “o ramo Crédito, cresce ainda mais, então temos tudo pra gente continuar bastante otimistas”.

Associados votando

Para descontrair antes de servir o tradicional jantar foram sorteados três prêmios de mil reais aos presentes. No início de março, acontece a Assembleia Geral envolvendo todos os núcleos, na cidade de Laranjeira do Sul.