ProntoVet

8º Dia de Campo da Terra Cereais recebe produtores de toda região

Com participação recorde Dia de Campo promovido pela cerealista Terra Cereais contou com a presença de agricultores de Quedas do Iguaçu, Espigão Alto, São Jorge do Oeste, Nova Laranjeiras, Três Barras do Paraná entre outras cidades.

A oitava edição do Dia de Campo promovido pela empresa Terra Cereais, na tarde de quinta-feira, 24, numa comunidade próxima a PR 484 na saída do município, mostrou para mais de 250 pequenos e grandes produtores rurais de Quedas do Iguaçu e da região, as novas tecnologias nas linhas de sementes e fertilizantes (adubação folhar e defensivos).

No total 18 empresas estiveram expondo seus produtos sendo 40 variedades de cultivares de soja e 8 de milho híbrido.

A biotecnologia (organismos vivos) foi um dos destaques com a nutrição foliar e tecnologia de aplicação.

O engenheiro agrônomo Ideno Colet, fez avaliação positiva do evento, Ele contou à nossa reportagem sobre a expectativa de chegar ao bom número de participantes  alcançada. “Foi um sucesso como nos outros anos, e por isso chamamos o evento de demonstração visual, para apresentar as melhores tecnologias que vão aparecendo”.

“Todas as vezes que a gente faz uma comparação das novas com as antigas técnicas, percebemos que as novas tecnologias sempre superam as anteriores, sendo base determinante para o sucesso na colheita”, avaliou agrônomo responsável pelo plantio da área exposta .

O empresario Rodrigo Guzzo (2 º a direita) foi em todos os estandes conversar e agradecer o apoio acima a foto com um dos parceiro a Cooperativa Sicoob

O empresário Rodrigo Guzzo, idealizador do projeto, se diz “feliz pela receptividade recebida do agricultor, prestigiando e valorizando o Dia de Campo”. Segundo Ele “a classe vinda de toda região, voltou com bons motivos para se investir na agricultura”. Guzzo também ressaltou o bom número de jovens presentes no evento. “Dentro desse crescimento da produtividade aliada à tecnologia e novos cultivares, notamos a presença da segunda geração dos nossos clientes, filhos dos agricultores, Eles estão ainda mais conectados com o agronegócio”. Guzzo salientou que “antigamente se falava: “a gente faz filho pra ser médico, doutor fulano de tal”, hoje o agricultor quer ver o filho trabalhando do seu lado, porque tem uma condição de vida e sustentabilidade no campo melhor e não raras vezes mais atraente que outras profissões”. “Isso pra nós é gratificante”, finalizou.

Após as palestras os convidados foram recepcionados com apetitoso churrasco onde todos puderam se confraternizar e por que não, trocar experiências.

- Advertisment -

Últimas Notícias

Tribunais devem adotar videoconferência para audiências e atos

O uso de ferramentas de videoconferência para atender os cidadãos durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) trouxe resultados positivos na produtividade...

Morre o ex professor do C.E.P.S. Raulino Melo de Souza

A educação de Quedas do Iguaçu (centro sul paranaense) perdeu na tarde desta quarta-feira, 23, uma das figuras mais emblemáticas de sua...

Comentários Recentes