ProntoVet

Caminhoneiros entram em greve por tempo indeterminado (ATUALIZADO)

Os caminhoneiros de várias partes da região, do estado e do país começaram uma paralisação de grandes proporções que podem atingir o abastecimento em média escala ainda esta semana.

Em Quedas do Iguaçu na manhã desta terça-feira, na PR 473, próximo ao portal da Araupel, na Associação dos Motoristas dezenas de caminhões se acumulam no estacionamento da entidade.

Todo veículo de carga está sendo convidado a participar da manifestação.

HISTÓRICO DA GREVE A NÍVEL NACIONAL

A categoria está insatisfeita com os reajustes constantes dos combustíveis e a cobrança de pedágio dos caminhões, que trafegam vazios e com os eixos suspensos na rodovias. Essas são as principais reivindicações dos motoristas autônomos.

Num documento entregue ao Governo Federal, no dia 16 de maio, a CNTA, que representa mais de um milhão de caminhoneiros autônomos, apresenta o descontentamento com o baixo valor do frete e com prejuízos acumulados há anos, agravada hoje pelos reajustes quase que diários no valor do diesel. A Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos lembra o último grande movimento de paralisação realizado pela categoria, em 2015, fez várias reivindicações e apesar de todos os esforços e discussões, poucas medidas foram tomadas, desde então, para resolver essa crise. O Governo Federal sancionou em 2015, a Lei 13.103/15, que suspende a cobrança de tarifa de pedágio dos caminhões vazios que passam com os eixos suspensos nas praças de pedágio, mas a medida só está sendo respeitada pelas concessionárias que administram as estradas federais. Nas rodovias sob concessão dos estados, principalmente no Paraná, São Paulo e em Mato Grosso, as concessionárias continuam cobrando tarifa inteira dos caminhões com eixos suspensos e sem carga.

De acordo com o presidente da CNTA, Diumar Bueno, além do problema do pagamento do pedágio, a categoria quer discutir com o Governo Federal, o valor do óleo diesel, pois os aumentos praticados hoje prejudicam a população e elevam os preços de todos os setores produtivos do País. Para se ter ideia, o preço do óleo diesel tem um impacto de mais de 50 % na planilha de custos dos caminhoneiros. Por isso, eles querem a criação de um subsídio ou a redução da carga tributária, como do PIS e COFINS, que custam13% sobre o valor do diesel e a alíquota do ICMS passa de 20%. Diumar Bueno lembra que mais de 80% de tudo que é consumido no País seguem pelas rodovias, logo o setor é fundamental para a economia e sem entrar no mérito da política de composição dos preços dos combustíveis, feito pela Petrobras, o Brasil é basicamente ‘’rodoviarista’’, o diesel é essencial para o setor de transportes e deveria ter valor diferenciado.

No Paraná além da PR 473 Quedas do Iguaçu,  o movimento está concentrado em Quatro Barras, BR 166, Km 67, nos dois sentidos, em Paranaguá, BR 277, Km 5 e 8, em Assaí, PR 090, no trevo de Castro, nos Campos Gerais, em Santo Antônio da Platina, BR 153, Km 43, em Ibaiti, BR 153, Km 112 e em Prata do Iguaçu. Na região de Ponta Grossa, a paralisação está na BR 373, Km 502, em Califórnia, BR 376, Km 257, Capanema, BR 163, Km 86 e em Guamiranga, BR 373, Km 247, em Prudentópolis, BR 373, Km 264, Arapongas, BR 444, Capitão Leônidas Marques, BR 163, Km 140, em Guarapuava, BR 277, Km 340 e em Mandaguaçu, BR 376, Km 156.

“A diferença de outras greves é que hoje quem está a frente da greve são os caminhoneiros autônomos ou seja mais de 70% dos motoristas do Brasil”, contou Ilton Zanrosso. Ele representou a classe numa entrevista na manhã de hoje. Segundo contou Zanrosso, “é preciso adesão também dos agricultores para dar um recado objetivo ao governo federal, sobre o absurdo que está o preço dos combustíveis e o impacto na economia dos caminhoneiros e da população em geral”.

A placa com o reajuste desta manhã a gasolina cinco centavos mais cara. A menos de dois quilômetros dali caminhoneiros protestam.

Mesmo com as manifestações por todo Brasil esta manhã o consumidor voltou a ser surpreendido com mais um aumento da gasolina de R$ 0,05 (cinco centavos), já repassado pelos postos.

O primeiro setor a ser atingido em cheio pode ser exatamente de combustíveis, em Quenda do Iguaçu alguns postos estão com estoque reduzido.

- Advertisment -

Últimas Notícias

Sicredi vai destinar R$6,9 bilhões em créditos para pré-custeio da safra 21/22

Com foco em dar suporte ao agronegócio – setor que fechou 2020 com saldo positivo de 9% no PIB agropecuário mesmo em...

Novo Decreto pode entrar em vigor ainda esta semana (Boletim Covid-19) 24/02/2021

Em reunião na manhã desta quarta-feira, 24, na prefeitura de Quedas do Iguaçu (centro-sul paranaense) o Comitê de Prevenção ao Covid juntamente...

Rotary completou 116 anos como uma das mais importantes organizações humanitárias do mundo

Fundado em meados dos anos 80 em Quedas do Iguaçu (foto arquivo JE), o Rotary Club é uma das entidades mais atuantes...

Comentários Recentes