ProntoVet

Regional da CEF realiza reunião com Produtores rurais

Representantes da Caixa da superintendência, gerência regional e local se reuniram em Quedas do Iguaçu com produtores sexta-feira, 13, para falar sobre crédito rural.

Representantes da Caixa Econômica Federal estiveram na noite de sexta-feira, 13, em Quedas do Iguaçu, juntamente com o pessoal da Metropolitana Tratores, para um encontro com produtores rurais no CTG Pealando a Saudade, em pauta as novas linhas de créditos agrícolas oferecidas pelo banco.

O gerente regional Adilson Farias, contou que “a Caixa já está há 5 anos atuando no crédito rural, e cada vez mais está ampliando o mercado. “Essa é a ideia, essa reunião com agricultores e produtores da região e da cidade e empresas que trabalham no ramo agrícola o nosso objetivo é divulgar o produto”. Farias elogiou e desempenho dos gerentes de toda região, para Ele “isso tem sido de fundamental importância para implementação do mercado”. O gerente Edson da agência local analisa que o crescimento na atuação da Caixa acontece pelo banco ter taxas diferenciadas, inclusive fazendo até antecipação do custeio da próxima safra. “Estamos recebendo os produtores na linha do Pronamp, atendendo o médio e o grande produtor”. Segundo informou a gerência regional “na linha de maquinário deverá ser aberta a partir do mês de junho mais uma opção para investimentos de crédito aos produtores rurais”. A superintendência de Cascavel no ano de 2017, foi a que mais emprestou em crédito rural de todo o país sendo o maior banco do crédito imobiliário do país.

Banco voltou a financiar 70% do imóvel usado; redução é de até 1,25 ponto percentual no crédito imobiliário que usa recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo.

Gerente regional Adilson Farias falando aos presentes

Em notícia vinculada na site globo.com, a Caixa Econômica Federal anunciou nesta segunda-feira (16) a redução dos juros para financiamento da casa própria e o aumento do percentual do valor a ser financiado para compra de imóvel usado. As mudanças, que começam a valer hoje, são para linhas de financiamento que utilizam recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo.

Para compra de imóveis pelo Sistema Financeiro Habitacional (SFH), onde estão enquadrados os imóveis residenciais de até R$ 800 mil para todo o país, exceto para Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Distrito Federal, cujo limite é de R$ 950 mil, a taxa mínima de juros caiu de 10,25% para 9% ao ano.

Para imóveis enquadrados no Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI), cujos valores dos imóveis são acima dos limites do SFH, a taxa mínima caiu de 11,25% para 10% ao ano.

O percentual do valor a ser financiado dos imóveis usados subiu de 50 para 70%. Para unidades novas, foi mantido o percentual de 80% no teto do financiamento.

- Advertisment -

Últimas Notícias

Espigão Alto do Iguaçu: Agricultor tem perna amputada em maquinário

Atendimentos de emergência foram realizados em Quedas e Espigão na manhã desta sexta-feiraO...

Tribunais devem adotar videoconferência para audiências e atos

O uso de ferramentas de videoconferência para atender os cidadãos durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) trouxe resultados positivos na produtividade...

Morre o ex professor do C.E.P.S. Raulino Melo de Souza

A educação de Quedas do Iguaçu (centro sul paranaense) perdeu na tarde desta quarta-feira, 23, uma das figuras mais emblemáticas de sua...

Comentários Recentes