Questionamentos sobre qualidade da água foi discutido em Audiência Pública na Assembleia do Paraná

Na água consumida do Brasil, temos cinco mil vezes mais glifosato do que nos países europeus

0
2344

A safra está a todo vapor, porém as discussões em torno dos agrotóxicos utilizados nas lavouras a cada dia aumentam. Proibida nos países da União Europeia desde 2009, a pulverização aérea de agrotóxicos foi tema do pronunciamento de terça-feira, 27, do deputado estadual Tadeu Veneri (PT), autor do projeto 2/2018, que proíbe o uso de aviões para o lançamento destes produtos em plantações. Dados de estudos científicos sobre as consequências danosas da aplicação de agrotóxicos sobre a saúde da população e o meio ambiente foram apresentados pelo parlamentar.

FROUXIDÃO BRASILEIRA.

Num comparativo sobre as leis internacionais sobre o controle de agrotóxicos e a frouxidão das regras sobre o uso desses produtos no Brasil, Veneri enfatizou que “na água consumida do Brasil, temos cinco mil vezes mais glifosato do que nos países europeus. Por que o cidadão brasileiro e paranaense é tratado de forma diferente do que o cidadão europeu?”, questionou.

GRANDES RISCOS

Os riscos dos agrotóxicos nas cidades e nos aglomerados urbanos também foram debatidos em audiência pública realizada pela manhã, no plenarinho da Assembleia Legislativa, organizada pela Comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa.