TCP Log faz movimentação de 7 mil toneladas de trilhos

Peças com origem na Áustria chegaram ao Brasil em um navio break bulk e serão usadas para a malha ferroviária da região Sul do país

0
1354

O Porto de Paranaguá recebeu na primeira quinzena de 2018 a importação de 5.419 pedaços de trilhos de trem que serão usados na renovação e modernização da malha ferroviária do Paraná e de todo o Sul do País. As peças, que desembarcaram do navio Rike, vindo da Argentina, foram importadas da Áustria pela Rumo ALL. Pesando cerca de 7 mil toneladas, esse foi o terceiro lote, de um total de 33,8 mil toneladas de trilhos que serão operadas pela empresa no porto, em 2017.

Ainda neste ano, a concessionária espera receber em Paranaguá mais importações de trilhos da Áustria, com 14 mil toneladas, e da Rússia, com 5,8 mil toneladas de trilhos, além de outros lotes. Apenas no Paraná, a Rumo ALL possui 2.039 quilômetros de ferrovia, segundo dados da Ferroeste, que conta com 248 quilômetros de ferrovia.

Os trilhos foram retirados com o auxílio dos equipamentos de bordo do navio e trasladados para o cais, onde foram acomodados em caminhões e encaminhados para armazenagem ainda em área primária. “A TCP Log tem todo a experiência necessária para a operação de cargas de projeto, inclusive somos referência neste tipo de operação. São peças que têm como características peso e dimensões acima do permitido para embarque em contêineres. Normalmente, são peças que ultrapassam os 12 metros de extensão e dois metros de altura”, explica Juarez Moraes e Silva, diretor Superintendente Comercial do Terminal.

A importação dos trilhos, que têm 24 metros de cumprimento – o que equivale a dois ônibus alinhados – só é possível devido ao novo layout de operação implementado pela Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa). O cais do Porto de Paranaguá foi ampliado em 36% para movimentação de cargas de alto valor agregado.