ProntoVet

Parceria entre ENGIE e INEO solta 25 mil peixes no rio Iguaçu

De 2013, início do projeto, até agora, foram soltos cerca de 350 mil indivíduos em fase juvenil nos reservatórios das usinas Salto Osório e Salto Santiago. A coordenação se dá de forma conjunta entre as usinas da ENGIE no rio Iguaçu e a equipe do Ineo.

Cerca de 25 mil peixes juvenis de duas espécies sob ameaça de extinção serão soltos no dia 13 de novembro em dois pontos dos reservatórios das usinas hidrelétricas Salto Osório e Salto Santiago, no Rio Iguaçu (PR). A iniciativa é uma parceria da ENGIE com o Ineo – Instituto Neotropical de Pesquisas Ambientais, vinculado à Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), campus de Toledo. Nessa etapa do projeto serão soltas duas espécies, Rhamdia branneri e Rhamdia voulezi, conhecidas popularmente como Jundiá.

 

Publicidade

“Repovoar a comunidade de peixes nativos e endêmicos é o principal objetivo do projeto”, diz o gerente Regional do Rio Iguaçu, Leocir Scopel. “Desta forma estamos promovendo a conservação da ictiofauna nos nossos reservatórios”.  Além dos benefícios promovidos pelo repovoamento, as solturas são também uma aula na beira do rio, onde são abordados, com os participantes do evento,  temas como repovoamento, pesca sustentável e predatória, combate a organismos invasores (mexilhão dourado) e qualidade da água. A iniciativa conta com parcerias de escolas, associações de pesca, prefeituras e associações.

 

No projeto são trabalhadas cinco espécies ameaçadas de extinção: surubim-do-iguaçu (Steindachneridion melanodermatum), lambarizão (Astyanax gymnodontus), mandi-pintado (Pimelodus britskii) e os Jundiás (Rhamdia branneri). Todos os indivíduos são oriundos de mães e pais nativos que são capturados nos reservatórios das usinas, tratados em cativeiro e estimulados à reprodução artificial controlada. “Depois da fecundação, as larvas são alimentadas com rações e ali ficam até se tornarem peixes juvenis que são soltos no rio”, explica Anderson Gibathe, técnico ambiental das duas hidrelétricas. Com este porte conseguem ter melhor desenvolvimento e resistência a ataques de predadores.

- Advertisment -

Últimas Notícias

Covid-19: Mais uma morte confirmada e aumento de internamentos hospitalares

O Boletim emitido pela Secretaria Municipal de Saúde de Quedas do Iguaçu desta quinta-feira, 3, traz pela primeira vez oito internados em...

Segundo homicídio em menos de uma semana é registrado no Bairro Entre Vilas

O bairro Entre Vilas em Quedas do Iguaçu (centro-sul paranaense) o foi palco de mais um homicídio na madrugada desta quinta-feira, 3. 

Rotary Club quedense tem dois novos membros

Na noite de 26 de novembro, dentro do Desafio das 210 admissões, realizada pelo Distrito 4640, o Rotary Club de Quedas do...

Novas formulações de protetores solares vão além dos cuidados contra raios UV

Proteger a pele contra os raios UV (raios ultravioleta) sempre foi fundamental, mas não faz muito tempo que esse hábito ganhou a...

Comentários Recentes