Autoridades de Espigão Alto e Nova Laranjeiras reivindicam “Tarifa Justa” para o pedágio na BR 277

Exemplo do norte do estado está sendo copiado pelas autoridades da região com a ameaça de se abrir um desvio do pedágio para as populações dos dois municípios se utilizar

0
5301
A reunião aconteceu nas dependências da Câmara de Espigão e contou com autoridades dos dois municípios

Representante do poder executivo juntamente com vereadores de Nova Laranjeiras esteve em Espigão Alto do Iguaçu na sessão da câmara na noite de segunda-feira, 21, para documentar pedido direcionado a concessionária de pedágio daquele município para reivindicar desconto aos munícipes dos dois municípios. O projeto chamado de Tarifa Justa já foi implantado com sucesso no norte do estado, região de Maringá, onde os prefeitos, vereadores, comerciantes e até religiosos se uniram e fizeram a proposta, no início não bem aceita pela concessionária, porém, com a ameaça do município de fazer um desvio para a população utilizar acabou negociando.

“A ideia não é pedir gratuidade do pedágio ao passar na cancela e sim fazer um preço justo aos usuários de nosso município”, ressaltou o vice-prefeito de Espigão, Vanderlei Rohden, representante do prefeito Hilário Czerchoswski. “Nós de Espigão Alto para ir a Laranjeira do Sul, por exemplo, vamos andar na BR 277 cerca de 20 quilômetros, e pagamos a tarifa normal, acredito não ser justo isso, a ideia é que este primeiro pedágio seja proporcional a isso” disse.

A reivindicação também foi bem aceita pelo presidente da Câmara de Vereadores, Odélcio Cecatto.”Nós nos colocamos a disposição para se engajar juntos nesse sentido” disse Cecatto. “A primeira ideia é essa, chegar numa conversa com eles, a gente sabe que esse pessoal do pedágio é “duro na queda”, mas estamos confiantes, como os demais vereadores”. “Ou eles ajustam a tarifa para esse pessoal que passa nessa região ou será aberto um desvio também, a exemplo do acontecido no norte” concluiu Cecatto.