ProntoVet

Realidade Virtual para tratamentos de fobias e ansiedade chega no Brasil

A psicóloga Nataly Martinelli inicia no país sessões de terapia utilizando óculos de realidade virtual para tratar ansiedade a fobias.

A psicóloga Nataly Martinelli, nos últimos meses, começou a tratar pacientes que sofrem de fobias e ansiedade, utilizando óculos de realidade virtual como peça chave para a imersão nas situações em que eles consideram apavorantes.

A realidade virtual é uma tecnologia desenvolvida há cerca de vinte anos, mas seu custo começou a torná-la acessível a tratamentos no Brasil nos últimos dez anos. Porém, apenas nos últimos três anos, o país passou a ter fácil acesso aos diversos aplicativos por meio dos smartphones.

A utilização dos óculos de realidade virtual surge como algo complementar aos diversos tratamentos já existentes, e permite que o paciente vivencie a experiência.

Os óculos de realidade virtual estão sendo utilizado no tratamento de Síndrome do Pânico, Medo de voar, Medo de injeçoÌ?es e agulhas, Medo de animais, Medo de dirigir, Medo de falar em público, Agorafobia, Medo do escuro, Claustrofobia, TOC, Ansiedade e Ansiedade antes de exames/provas.

Nas sessões é realizado o acompanhamento do nível de estresse, o que permite dinamizar o tratamento.

O método coloca o paciente gradualmente frente a frente com suas maiores dificuldades, e semelhante a um jogo de videogame, ele vai subindo de nível. Um exemplo, no caso do tratamento da aerofobia – medo irracional de voar, inicialmente a pessoa irá viver a experiência de se preparar para ir ao aeroporto, posteriormente irá percorrer o trajeto até o aeroporto, para depois vivenciar a experiência do portão de embarque, pouso, decolagem e turbulências.

Os óculos são fundamentais para que a pessoa possa vivenciar a experiência, porém, existe um conjunto de atividades que são feitas em cada sessão de terapia, explica a psicóloga Nataly Martinelli“Nas minhas sessões, trabalho com hipnose, acompanhamento do nível de estresse, parcerias para reforço no processo de dessensibilização e óculos de realidade virtual, tudo para ter um resultado efetivo”.

O programa utilizado na Realidade Virtual é vinculado a uma startup Européia que desenvolveu os vídeos que permitem que o paciente tenha contato direto com seus medos, conta Nataly Martinelli. “Essa ferramenta é muito mais abrangente, pois possui tratamento para inúmeras fobias. Além de relaxamentos, que podem ser úteis inclusive para sintomas de pânico, TDAH e estresse”.

O grande diferencial é que a com a facilidade para a imersão nos diversos tipos de fobias é possível facilitar o processo terapêutico, sendo possível reduzir o período do tratamento e melhorando os resultados.

Nataly Martinelli possui formação em administração e psicologia. Com cursos sobre Realidade Virtual aplicada para PsicologiaHipnose Clínica e Capacitação em Orientação Profissional e Planejamento de Carreira, ela atua com adolescentes, adultos e idosos, com foco em transtornos de ansiedade, medos e fobias, na clínica Solar PSI.

- Advertisment -

Últimas Notícias

MEGA-SENA PODE PAGAR R$ 7 MILHÕES NESTA QUARTA FEIRA (02/12)

Mega-Sena acumulou e pode pagar um prêmio estimado em R$ 7 milhões nesta quarta-feira (02/12) para quem acertar as seis dezenas do...

Homem é executado a tiros em bairro quedense

O mês de novembro termina com mais um homicídio registrado no final da tarde desta segunda-feira, 30, por volta das 17h40, na...

Escolas Quedenses se destacam no Projeto TransformAção da Engie Brasil

Nos dias 24 e 25 de novembro, a Engie Brasil Energia realizou as cerimônias de encerramento e anúncio dos vencedores da 3ª...

Comentários Recentes