ProntoVet

Realidade Virtual para tratamentos de fobias e ansiedade chega no Brasil

A psicóloga Nataly Martinelli inicia no país sessões de terapia utilizando óculos de realidade virtual para tratar ansiedade a fobias.

A psicóloga Nataly Martinelli, nos últimos meses, começou a tratar pacientes que sofrem de fobias e ansiedade, utilizando óculos de realidade virtual como peça chave para a imersão nas situações em que eles consideram apavorantes.

A realidade virtual é uma tecnologia desenvolvida há cerca de vinte anos, mas seu custo começou a torná-la acessível a tratamentos no Brasil nos últimos dez anos. Porém, apenas nos últimos três anos, o país passou a ter fácil acesso aos diversos aplicativos por meio dos smartphones.

A utilização dos óculos de realidade virtual surge como algo complementar aos diversos tratamentos já existentes, e permite que o paciente vivencie a experiência.

Os óculos de realidade virtual estão sendo utilizado no tratamento de Síndrome do Pânico, Medo de voar, Medo de injeçoÌ?es e agulhas, Medo de animais, Medo de dirigir, Medo de falar em público, Agorafobia, Medo do escuro, Claustrofobia, TOC, Ansiedade e Ansiedade antes de exames/provas.

Nas sessões é realizado o acompanhamento do nível de estresse, o que permite dinamizar o tratamento.

O método coloca o paciente gradualmente frente a frente com suas maiores dificuldades, e semelhante a um jogo de videogame, ele vai subindo de nível. Um exemplo, no caso do tratamento da aerofobia – medo irracional de voar, inicialmente a pessoa irá viver a experiência de se preparar para ir ao aeroporto, posteriormente irá percorrer o trajeto até o aeroporto, para depois vivenciar a experiência do portão de embarque, pouso, decolagem e turbulências.

Os óculos são fundamentais para que a pessoa possa vivenciar a experiência, porém, existe um conjunto de atividades que são feitas em cada sessão de terapia, explica a psicóloga Nataly Martinelli“Nas minhas sessões, trabalho com hipnose, acompanhamento do nível de estresse, parcerias para reforço no processo de dessensibilização e óculos de realidade virtual, tudo para ter um resultado efetivo”.

O programa utilizado na Realidade Virtual é vinculado a uma startup Européia que desenvolveu os vídeos que permitem que o paciente tenha contato direto com seus medos, conta Nataly Martinelli. “Essa ferramenta é muito mais abrangente, pois possui tratamento para inúmeras fobias. Além de relaxamentos, que podem ser úteis inclusive para sintomas de pânico, TDAH e estresse”.

O grande diferencial é que a com a facilidade para a imersão nos diversos tipos de fobias é possível facilitar o processo terapêutico, sendo possível reduzir o período do tratamento e melhorando os resultados.

Nataly Martinelli possui formação em administração e psicologia. Com cursos sobre Realidade Virtual aplicada para PsicologiaHipnose Clínica e Capacitação em Orientação Profissional e Planejamento de Carreira, ela atua com adolescentes, adultos e idosos, com foco em transtornos de ansiedade, medos e fobias, na clínica Solar PSI.

- Advertisment -

Últimas Notícias

Vítima fatal em acidente entre caminhão bitrem e automóvel na PR 473

Mais uma tragédia, outro acidente com vítima fatal foi registrado na PR 473 a pouco mais de...

Espigão Alto do Iguaçu: Polícia identifica menores suspeitos de atos de vandalismo e ameaças de ataques a escolas

Dois menores de idade (14 e 17 anos) foram identificados e detidos pela Polícia Civil de Quedas...

Empresários e representantes da prefeitura debateram sobre as mudanças no trânsito quedense

Representantes do poder público  municipal  participaram de  uma reunião com  empresários no Auditório da Associação Comercial Empresarial (Aciqi) de Quedas do Iguaçu...

Comentários Recentes